Notizie, curiosita',aneddoti, e fantasie su New York – tagged "viaggio" – Minha Viagem a Nova York Google+

Autenticamente Nova York

Natal em Nova York: o Festival LuminoCity December 14 2019

O Natal é mágico e uma das coisas que mais encanta nesta época do ano, quando os dias são sempre mais curtos, são as luzes de Natal da cidade.

E este ano, pela primeira vez em Nova York, foi realizado um novo e maravilhoso evento no qual as luzes serão a atração: o Festival LuminoCity.

A Big Apple é uma cidade mágica e, durante o Natal, torna-se ainda mais, com as ruas iluminadas para festas, as ruas comerciais cheias de pessoas procurando presentes, a iluminação da árvore de Natal do Rockefeller Center e Celebração de ano novo na Times Square.

Este ano você também pode encontrar um novo evento fabuloso que o deixará sem fôlego. Este é o Festival LuminoCity.

Este evento em que os protagonistas absolutos são as luzes e o jogo da luz, oferece três parques temáticos noturnos onde você pode fazer compras e apreciar suculentas iguarias gastronômicas em uma estrutura luminosa única. Há também várias noites temáticas com a presença de artistas, cantores e dançarinos para uma experiência espetacular e envolvente.

Quando e onde o festival acontece

O evento dura de 23 de novembro a 5 de janeiro de 2020, no Randall's Island Park.

O local é acessível pelo ônibus M35, cujo ponto de partida é o cruzamento da Lexington Avenue e East 125th Street. Enquanto a parada para descer é o Main Rdy / Off Golf Ctr Parking.

Como alternativa, foi criado um serviço de traslado de Manhattan, no cruzamento das East 125th e 3rd Avenue, cujos ingressos só podem ser comprados on-line, com partidas a cada 30 minutos (a partir das 15h45).

O parque estará aberto de sexta à domingo até 22 de dezembro, a partir do dia 23 de dezembro até o fechamento (5 de janeiro) estará aberto todos os dias.

O horário de visita é das 16:00 às 23:00, com a última admissão permitida às 22:00.

As atrações do festival

Os parques temáticos

Uma vez dentro do parque, você poderá participar de três experiências artísticas totalmente imersivas.

"The Winter Fantasy" o transportará para um mundo gelado dominado pelas cores azul e branco.

Em uma noite de inverno cristalino, você ficará fascinado pelas árvores de Natal congeladas, o Vale Gelado habitado por pinguins e ursos polares, a floresta coberta de gelo com plantas de até trinta metros de altura e a área coberta por LEDs piscantes que criam um efeito cintilante irresistível.

Finalmente, você ficará surpreso com a majestade do castelo nas nuvens, uma mansão de 50 metros de altura, cercada por nuvens luminosas, nas quais você pode subir e voltar por um escorregador de 20 metros caracterizado por efeitos de iluminação interativos.

Na seção "The Wild Adventure", você pode mergulhar em um mundo cheio de cores, onde pode apreciar as belezas da flora e fauna de diferentes lugares do mundo e até de períodos passados.

Você se encontrará andando na reserva de panda de Bifengxia, na região chinesa de Sichuan. Você pode atravessar a floresta de cogumelos gigantes (onde os mais altos alcançam até 40 metros de altura) e pela floresta tropical, com suas 19 esculturas luminosas de animais (incluindo gorilas, papagaios e leopardos).

Finalmente, você se encontrará no Safari pré-histórico, onde pode admirar os dinossauros animatrônicos, que dominam o cenário cercado por plantas tropicais agora extintas e um enorme vulcão pronto para entrar em erupção.

Finalmente, na seção "Sweet Dream", você se encontrará em um país das maravilhas com pirulitos gigantes e florestas açucaradas com gotas de gelo caindo das árvores.

Você pode então passar por um túnel de rosquinhas, entrar na instalação The Hungry Caterpillar, onde será recebido por shows de luzes dinâmicas, graças aos 60 globos de LED coloridos e às 27 esculturas de animais luminosos.

Finalmente, as doze esculturas de gatos influenciadores do instagram devem ser admiradas, cada uma das quais personifica um signo diferente do zodíaco.

Noites temáticas

Durante o período de atividades do parque, há também quatro noites temáticas.

O primeiro, 30 de novembro, dedicado ao cosplay. Assim, você pode viver a experiência LuminoCity vestida como seu personagem de fantasia favorito, em uma noite cheia de músicas e danças.

A segunda noite temática será realizada em 17 de dezembro, organizada em colaboração com a Glory City e o Instituto da China. Nesta ocasião, prestaremos homenagem à China com a Hanfu-sion Night, que mesclará aspectos modernos e estilos tradicionais do país do Dragão.

No dia 21 de dezembro, com a temporada festiva ao virar da esquina, não poderia faltar uma noite com tema de Natal (Let it Glow! Christmas), com apresentações de alguns dos melhores shows de Nova York.

Por fim, a última noite temática (Electric Night Tonight), marcada para 28 de dezembro, homenageia o tema de todo o evento: a luz. Todos os visitantes serão convidados a se apresentar com roupas e acessórios brilhantes para criar uma verdadeira procissão de luz.

Workshop

O evento também inclui a presença de vários workshops com um número limitado, organizados pelos vários parceiros que contribuíram para a realização do evento.

Por exemplo, o China Institute cria o laboratório Custom Lanterns, onde professores e artistas do instituto ensinam como projetar e criar uma lanterna chinesa verdadeiramente personalizada.

Já, a Glory City organiza várias oficinas, incluindo o curso de Laço com Nó da Sorte para aprender como fazer o nó chinês da sorte. Ou o Hanfu Paper Folding, um seminário onde será explicada a história das roupas antigas de Hanfu, típicas do grupo étnico Han da China. No final da explicação, os participantes poderão fazer seu próprio trabalho.

Você pode encontrar a lista completa de workshops, com datas, horários e custos no link.

Em suma, o Festival LuminoCity é um evento para ser vivido, no qual você se sentirá completamente imerso na magia da atmosfera natalina, assim como as crianças.


A Procura do melhor café de Nova York September 23 2016

Se há uma coisa que você não pode deixar de trazer seja para visitar ou até mesmo viver nesta cidade maravilhosa, é sem dúvida uma dose abundante de energia.

Em Nova York, de fato, se anda muito. E assim, como um grande amante do café, fui em busca do melhor café expresso de Nova York.

Venha junto comigo!

STARBUCKS

Impossível não começar por aqui.

No imaginário coletivo de todos os italianos, e acredito que não só deles, a Starbucks é a América e a América é a Starbucks.

A rede americana, fundada em Seattle em 1971, combina os melhores cafés de todo o mundo para oferecer aos seus clientes uma variedade quase ilimitada de combinações possíveis: americano, expresso, macchiato, cappuccino, frappuccino e assim por diante.

Esse não será o melhor café expresso que você pode beber na cidade, mas, certamente, ele merece destaque, por tudo que representa, a verdadeira tradição americana de café.

CAFÉ VERGNANO, EATALY

Sinceramente, aqui o nível sobe e muito.

A histórica empresa de Piemonte fica localizada na gigante Eataly, perde em fama apenas para o lendário Flatiron, o "Iron" apelido dado pela forma triangular do edifício, um dos mais famosos do mundo.

O que mais posso dizer? Bem-vindo à Itália!

Desfrute de uma pausa com muitos aromas e cortesia, e você ainda tem a vantagem de poder comprar café moído na hora, e cápsulas compatíveis com as principais máquinas do mercado (recurso valioso para aqueles que estão em hotéis ou apartamentos que possuem cafeteiras) existe também uma grande variedade de biscoitos e doces de todos os tipos.

Os preços são razoáveis, mas para quem procura um típico café italiano, essa é um ótima opção.

ZIBETTO ESPRESSO BAR

Essa é a verdadeira (deliciosa!) surpresa da minha aventura de aromas e sabores. 

Ao contrário de outras dezenas de bares espalhados pelas ruas de Nova York, o café expresso daqui não se permitiu ser influenciado pelos hábitos de Nova York e gosto típico dos americanos. A essência aqui foi mantida de forma intacta.

Não existem variantes: café preto, cappuccino e macchiato.

101% Italiano, simples e perfeito.

Os preços são médios e existe uma infindável variedade de iguarias, doces e salgados, com os quais você sai regenerado seja de um passeio ou de uma reunião de negócios estressante.

Existe uma unidade que fica localizada no Rockefeller Center em um ambiente espaçoso e acolhedor. O da 5th Avenue (esquina da 42th) é menor, no entanto, está no coração de tudo.

SAN MATTEO ESPRESSO BAR

Se há uma coisa (na verdade, existem muitas!) que eu amo fazer é certamente tomar um café.

Ciro Casella é o nome do visionário por trás deste projeto, ele é de Salerno e já possui três lojas diferentes em Manhattan. Eu sou cliente assíduo do Pizza Espresso Bar Guest na 90th com 2nd Avenue, onde sua filha Marica, é a gerente.

Bem, o café aqui é arte! A mistura produzida com orgulho pelo Ciro vem cheia de força e aroma.

Feche os olhos: você está em casa.

Para os caçadores de emoções, e especialmente para pessoas que não estão de dieta, aqui está sua majestade, com base de noz, um creme misterioso e coberto com chantilly e chocolate em pó feito à mão.

Essa é uma das obras de arte assinada por Ciro.

TARALLUCCI E VINO

Outro lugar rico em estilo italiano está espalhado por cinco locais diferentes.

O meu favorito, fica além da Union Square, próximo ao Upper West Side (esquina da 83 com a Columbus Avenue).

Café e Cappuccino assinados por Lavazza, os croissants e as bombas também são incríveis. O lugar também é muito procurado para almoço e jantar.


Pedalando pelo Central Park. (Mapa) September 17 2016

1) Aqui vocês podem ver o mapa, e esse já pode ser considerado o grande início do passeio. Você não pode sair pedalando livremente pelo parque, se você andar de bicicleta em áreas dedicadas a pedestres por exemplo (aquelas em cinza no mapa) poderá receber uma multa. De bicicleta você pode circular nas faixas verdes (às vezes compartilhada com carros) e nos traços laranja, compartilhada com os pedestres. O circuito completo é de 6,1 milhas (mais ou menos 9,7 Km) de comprimento. Para reservar a bicicleta você pode vir ao nosso escritório na 324 W 47th, ou fazer uma reserva  on-line, clicando aqui.

2) O parque fecha de 01:00 AM até as 6:00 AM), se você tentar utilizar a ciclovia do parque durante esse horário irá correr sérios riscos de tomar uma multa.

 

3) A ciclovia tem apenas um sentido, o anti-horário. Caso você queira dar meio volta ou encurtar o seu caminho, tem que utilizar alguns retornos e desvios que ficam espalhados pela ciclovia. Observem as linhas verdes no mapa. Lembre-se que você pode utilizar alguns desvios para encurtar a volta de mais ou menos 10 km no parque.

 

4) Quando a ciclovia é compartilhada com carros, você deve utilizar apenas a área limitada as bicicletas. Quando não houver tráfego (geralmente das 10 horas da manhã até as 15 horas da tarde e após as 19 horas todos os dias), você poderá ocupar toda pista.

 

5) Existe um limite de 20 milhas por hora que não podem ser superados, pouco mais de 30 km/h. Caso contrário... Multa!

 

6) As crianças com idade inferior a 14 anos obrigatoriamente devem usar capacete.

 

7) No caminho existem serviços públicos e estacionamento para bicicletas. Você vai reconhecê-los pelos símbolos no mapa.

8) Se você quiser desfrutar de alguma área específica do parque, é só você estacionar sua bicicleta e aproveitar o passeio.


O Carnaval de Nova York é realizado na primeira segunda-feira de Setembro. Feliz Labor Day! September 08 2016

Por Maria Grazia De Luca

deluca.marymary@gmail.com

Estamos no fim de semana que é comemorado o Labor Day (A festa do trabalho), a festa pelo dia do trabalho é celebrada pelos americanos na primeira segunda-feira de setembro desde 1882. Se o feriado comemorado dia Primeiro de Maio continua sendo para muitos de nós o ícone do dia dos trabalhadores, e a oportunidade de celebrar a dignidade do trabalho (também como uma forma especial de lembrar as muitas vítimas do trabalho por todo o mundo), aqui em Nova York entre os muitos eventos que acontecem nos dias de hoje, com certeza esse está incluído, ele é chamado por muitos de “the greatest show in the earth”, o New York City Caribbean Parade, conhecido como West Indian Day Parade.
 
Certamente esse é o dia mais esperado pela comunidade caribenha do Brooklyn, que também foi homenageada pelo artista de hip-hop Jay-Z em sua canção "Empire State of Mind" quando ele canta: “Three dice Cee-lee, Three card Monte, Labor Day Parade, rest in pace Bob Marley".

O ponto de encontro da West Indian Parade é o Museu do Brooklyn (200 Eastern Pkwy). A saída está marcada para 11 horas, e o desfile vai passar pelo bairro de Crown Hights em direção ao Grand Army Plaza, onde existe um programa de "Grand Finale" marcada para as seis horas. É claro que você pode escolher um ponto estratégico e assistir apenas um pedaço do desfile, procure se informar sobre as mudanças nos serviços de metrô e ônibus, por causa do grande número de pessoas na área do Brooklyn.

Ano passado resolvi fazer a experiência e participar do Carnaval Caribenho do Brooklyn, aceitei o convite de uma amiga para se juntar a ela e ao seu “boyfriend” jamaicano de assistir esse famoso desfile. Eu pensei que seria também uma oportunidade de ouro para mostrar a minha mãe, que tinha vindo me visitar em Nova York, um evento único, autêntico, além das ruas turísticas da Times Square. E eu não estava errada, o desfile superou as minhas expectativas.
 
A West Indian Parade é uma experiência difícil de descrever em palavras, é necessário experimentar pessoalmente, se deixando levar pela vitalidade irresistível dos povos do Caribe, que sabem como se divertir ao som de tambores e instrumentos musicais tradicionais.

Fui com a minha mãe no ápice do desfile, tocando salsa, calipso, reggae e soca, as mulheres e os homens geralmente bem fortes fisicamente, movimentam seus corpos com força e uma harmonia incrível - eles têm música no sangue - geralmente com vestidos muito coloridos, com grandes plumas que vibram no ar enquanto dançam como se não houvesse amanhã. Isso tudo nos faz lembrar de como é fácil ser feliz e de como devemos valorizar os momentos felizes da nossa vida.
 
No desfile podemos ver as bandeiras de países do Caribe, como Jamaica, Haiti, Trindade e Tobago, Barbados, etc… Eles compartilham o uso do Inglês e do crioulo no idioma. Eu não me lembro de ter visto bandeiras da Republica Dominicana e de Cuba. No final da rua há muita “Street food” caribenha, e muito hambúrguer picante!

A energia do Carnaval Caribenho é incrível, quase que intimidante. Três milhões de pessoas participam desta grande festa, com uma euforia explosiva no Crown Heights no Brooklyn. Eu nunca participei do carnaval brasileiro, no meu imaginário eu sempre cultivei esse evento como uma coisa  incrível, e acredito que com todas as devidas diferenças (com o nível de grandeza redimensionadas aqui em Nova York), os figurinos excêntricos, o desejo de dançar e, especialmente, a energia vibrante da West Indian Carnival do Brooklyn, lembra o que acontece no Rio todo mês de fevereiro.

Essa festa caribenha em Crown Heights de alguma forma começa a fechar o verão de Nova York. Se a energia do Carnaval Caribenho não lhe empolga muito, você pode optar por outros eventos organizados no Labor Day. Você pode optar por passar o dia inteiro em um dos muitos parques nova-iorquinos, o Central Park pode ser a primeira opção, mas também os menos frequentados que ficam ao longo do Rio Hudson (Brooklyn Bridge Park, no Brooklyn ou o Fort Tryon Park, em Uptown), a praia de Coney Island, em Nova York, que tem um parque de diversões a uma curta distância da praia também é um bom destino para os dias menos quentes de setembro (é menos lotado) quando comparado com agosto e julho. Em todos esse lugares é possível ver um lindo por do sol, com todas as cores do mês de Setembro.

O Washington Square Park, em Greenwich Village, por outro lado, pode ser um destino para quem gosta de artesanato, fotografia, esculturas e outras obras de artistas independentes, que na maioria dos casos são estudantes da Universidade de Nova York (NYU), que fica localizada nessa região.

Muitos nova-iorquinos estão fora da cidade no último fim de semana de verão, deixando os visitantes e amantes da Big Apple a chance de torná-la “nossa”, pelo menos por um dia, no Labor Day, que se despede simbolicamente do verão, e marca um novo período de preparação para o outono.